ACESSE O SEU CONDOMÍNIO

Sinalização de Segurança em condomínios

A segurança dos condomínios deve ser priorizada, uma vez que isso impacta diretamente na saúde e bem-estar das pessoas que moram naquele local. Dessa forma, é de extrema importância que todos os ambientes, saídas de emergência e outras informações importantes estejam bem sinalizadas, de modo a evitar que problemas de segurança possam ocorrer, assim como indicar as melhores soluções caso algum imprevisto aconteça e os condôminos precisam de ajuda com uma certa urgência.

E é justamente pensando na segurança dos condomínios e na sinalização desses ambientes que nós optamos pela criação deste artigo, de modo a falar um pouco mais sobre as formas de se obter mais segurança através dessa sinalização, bem como os locais corretos para estarem sinalizados. Portanto, se você quer ficar por dentro de todas as dicas e informações que separamos a respeito do tema, nós recomendamos que continue conosco na leitura deste artigo e tire todas as suas dúvidas.

Evitar incidentes através do uso das placas de sinalização

Shopping centers, hospitais, supermercados e outros empreendimentos que recebem muito tráfego diário costumam ter sinalização clara e eficiente, como direções para banheiros, elevadores, escadas rolantes e estacionamentos. Tudo isso faz parte da comunicação visual, e imagens, gráficos, sinais e desenhos que podem ser frequentemente usados ​​para expressar ideias. Em condomínios residenciais e comerciais ou mistos, também é necessária, e em alguns casos obrigatória, a instalação de placas sobre a orientação do proprietário e dos visitantes, de modo que eles possam entender as instruções contidas nessa ferramenta de informação e sigam o que foi indicado.

No ano de 2016, o governo do Rio de Janeiro foi responsável por aprovar a Lei nº 7.326/16, que exige que os edifícios públicos e privados coloquem painéis informativos fora dos elevadores e em todos os andares, onde é possível ler: “Informações ao passageiro: Antes de entrar no elevador, certifique-se de que ele está parado neste andar. “. Os apartamentos que não cumprem com as leis acima mencionadas, também não têm placas instaladas no piso do edifício podem sofrer determinadas punições

Placas para se proteger contra incêndios

Além de garantir a segurança do pessoal, o gerente também tem a responsabilidade de informar o apartamento sobre alarmes, riscos e proibições. Mesmo o síndico pode ser criminalmente responsável por erros e omissões relacionados a este assunto. Para tanto, é necessário implementar um conjunto de medidas destinadas a proteger a vida das pessoas, a mais importante das quais está relacionada com a sinalização ambiental, sendo este, aliás, um dos pré-requisitos para a obtenção de um relatório de fiscalização do corpo de bombeiros (AVCB), que comprove que quando um incêndio ocorre, há estabilidade e segurança em locais perigosos. 

As aplicações dos sinais de incêndio podem ser as mais diversas e são essenciais para projetos de segurança eficazes. Eles podem funcionar como alarmes, sugerir rotas de fuga e indicar a localização de equipamentos de combate a incêndio. Imagine uma queda de energia e o ambiente está completamente escuro. Dessa forma, você não saberá como agir e provavelmente ficará à mercê da sua própria sorte para sair dessa situação.

Circulação de veículos na garagem

A área interna é considerada uma via de trânsito, portanto, a sinalização rodoviária deve ser colocada pelo gestor para orientar os motoristas e residentes. Regular a passagem de carros e a movimentação de pessoas na área interna. Dessa forma, tanto os motoristas quanto os condôminos podem circular na garagem do prédio com mais tranquilidade, visto que, um ambiente que possui uma sinalização adequada, ambas as partes podem tomar os devidos cuidados e evitar que acidentes venham a ocorrer, algo que seria bastante difícil caso não houvesse uma sinalização adequada, motoristas e pessoas trafegassem naquele local sem qualquer ordem ou organização.

Proporcionar mais acessibilidade

A sinalização de acessibilidade deve ser bem clara e mostrar os espaços públicos, como lounges, áreas de relaxamento, elevadores e rampas de acesso. A instalação de pisos táteis e painéis em braille também é eficaz. Com isso, as pessoas que possuem algum tipo de deficiência podem se localizar com mais facilidade naquele local, visto que a forma utilizada por essas pessoas são os sinais, como os táteis, de modo que elas entendem e se localizam a partir deles. 

Daí se tem a importância de criar um ambiente devidamente sinalizado, pois ele será responsável por facilitar a vida das pessoas que possuem algum tipo de limitação, seja ela motora ou visual. Com essa pequena atitude, os deficientes se sentirão acolhidos e mais familiarizados com aquele ambiente, causando uma sensação de pertencimento muito maior.

Indicar o sistema elétrico do prédio

O painel de alimentação deve ter sinais de trânsito corretos indicando quais apartamentos estão conectados e avisos que indicam o risco de adulteração da fiação sem supervisão profissional. Cuidar do apartamento não é fácil e os residentes não precisam se preocupar com as responsabilidades do gerente. Os sinais devem estar atualizados e no lugar. Esse é um dos pontos de extrema importância e que deve ser feito da maneira correta.

Isso porque, o sistema elétrico de um prédio pode ser considerado como o coração daquele ambiente, em uma analogia, visto que é através desse sistema que toda a parte que envolve energia elétrica funciona. Portanto, sem uma sinalização adequada, acidentes graves poderiam acontecer e gerar prejuízos inimagináveis tanto aos moradores do condomínio quanto à integridade física da pessoa que mexer naquele local.

Locais em que não é necessário o uso de placas

Existem locais em que o uso de placas não é necessário, a menos que seja para caracterizar ou dar nome a alguma espécie, ou objeto que ali esteja sendo exibido, como é o caso dos jardins. Nesses locais em que o que está contido ali é óbvio, não há necessidade de ter que sinalizar com placas. Um bom exemplo disso é colocar uma placa em frente a piscina. Todos nós sabemos que aquilo se trata de uma piscina, não há necessidade de dizer novamente.

Entretanto, caso seja alguma placa de aviso, que indica que aquele local é profundo e não é indicado para crianças até determinada idade, vale a pena colocar uma placa para dar esse tipo de informação, visto que interfere diretamente na vida e na segurança dessas pessoas. Portanto, para ratificar o que dissemos anteriormente, as placas devem ser usadas para indicar informações preciosas e que envolvam a segurança das pessoas que frequentam aquele ambiente. Do contrário, não há necessidade de colocar placas em lugares óbvios ou que não adicionam nenhum tipo de relevância a determinado ambiente. Já nos locais em que pode envolver a segurança e o bem-estar das pessoas, estes devem estar devidamente sinalizados e bem informados.

Rinaldo Câmara
Sócio-Diretor na LSC Administradora.
Atua há mais de 19 anos na administração de condomínios através de uma gestão estratégica e assertiva. Atua também como sindico profissional, administrando, gerenciando equipes e treinando profissionais da área.

Categorias: Condomínios

LSC Guarulhos

                      R Antônio Rabello, 222
Edifício Giovanni Work Center
Vila Galvão
Guarulhos - SP

LSC São Paulo

Rua Vergueiro, 2087 -
1° andar - Cj. 101 - Vila Mariana
São Paulo - SP
Fone: (11)2475-3150

Contate-nos