ACESSE O SEU CONDOMÍNIO

Golpes em condomínios. Como se proteger?

Golpes em condomínios. Como se proteger?

Os golpes em condomínios tem se tornado cada vez mais comuns, principalmente em tempos de pandemia, haja vista que ocorreu um grande aumento na frequência de compras online e de pedidos de delivery de comida. Dessa forma, facilitou bastante que pessoas mal intencionadas adentrassem os condomínios e praticassem esses golpes, lesando milhares de famílias em todo o país, mesmo com toda a segurança que esses locais oferecem aos moradores.

Pensando nisso, nossa equipe optou pela criação do presente artigo, como forma de instruir e conscientizar os condôminos a respeito dos golpes que estão sendo aplicados na atualidade, de modo que ele possa se proteger e evitar que aconteça com ele. Portanto, se você tem interesse no assunto, recomendamos que continue conosco na leitura deste artigo para ficar por dentro de todas as informações que reunimos a respeito do tema, tirando qualquer dúvida que possa surgir sobre como se proteger.

A seguir, separamos os golpes e como se proteger deles.

Golpe do falso morador ou hóspede

Esse é um dos golpes em condomínios mais comuns aplicados pelos criminosos e consiste em uma ligação para o porteiro ou a portaria do condomínio, onde o golpista informa que é um morador daquele local, solicitando que a sua entrada de um terceiro, ou seja, um visitante seja liberada, dizendo que esse visitante irá passar alguns dias em sua residência. Após isso, é repassado um número de CPF ou de RG falso, com o intuito de ludibriar o porteiro do condomínio, avisando que aquele terceiro já está em posse da chave do apartamento em que eles pretendem ficar.

Para se proteger desse tipo de golpe, é necessário que o morador do condomínio, assim como os demais residentes, falem com o porteiro e demais servidores da portaria, instruindo-os a não liberar qualquer tipo de entrada no local a partir de ligações telefônicas, sendo liberadas apenas através do aplicativo do condomínio (caso possua) ou por meio do interfone. Dessa forma, é interessante informar a todas as pessoas responsáveis pelo condomínio, desde o síndico até os porteiros, para que eles fiquem cientes do golpe.

Golpe do falso agente de polícia

Outro golpe aplicado nos desavisados é o do falso agente de polícia. Nesse tipo de golpe, os farsantes telefonam na portaria, onde se identificam como agentes policiais que estão precisando fazer vistorias em alguma das residências do condomínio. Dessa forma, os porteiros nem sequer se dão conta de que se trata de um golpe, visto que eles indicam com precisão a casa na qual precisam entrar. Ao adentrar no local, acabam por render o porteiro e demais funcionários do local, obtendo acesso a todas as residências dali. 

Para se proteger desses golpes em condomínios, é necessário que tanto o síndico quanto os porteiros se atentem aos seguintes detalhes: no momento em que houver o pedido para vistoriar um apartamento, ele deve de imediato avisar ao morador daquele local, para que ele permita a entrada das pessoas que estão tentando entrar. Outra atitude a se ter por parte dos porteiros é falar com o seu superior, no caso o síndico, para buscar informações a respeito do que fazer em casos como esse, onde ele irá indicar o procedimento correto a se fazer no caso de solicitação de vistoria.

Para os mais precavidos, verificar o mandado de vistoria também é uma atitude que deve ser adotada, assim como analisar o uniforme dos policiais e todo o ambiente ao seu redor, seja a presença de demais viaturas ou veículos oficiais dos órgãos de segurança. Se não houver a presença de nenhum desses, ligue para a polícia e certifique-se de que aquela operação é verdadeira.

Golpe do falso agente de endemias

Essas pessoas geralmente utilizam o fardamento da prefeitura local ou de pessoas que trabalham no controle de mosquitos, como os agentes da dengue. Assim, eles utilizam o seu crachá para tentar entrar no condomínio, se identificando como um agente de controle de doenças, onde iria vistoriar as residências para buscar possíveis focos de doenças e criadouros de mosquito. Ao adentrar o local, eles podem fazer o que quiserem nas residências, aplicando diversos golpes em condomínios. 

A forma de se proteger desse tipo de golpe é bastante simples e precisa apenas de uma atenção maior por parte do porteiro. De antemão, é necessário deixar claro que as visitas feitas por esses agentes são agendadas, portanto, qualquer um que tentar entrar no condomínio se passando por um agente de endemias fora desse dia marcado pode ser considerado um suspeito e o porteiro deve ligar de forma imediata para a polícia.

Morador ou visitante rendido antes de entrar no condomínio

Esse também é um dos famosos golpes em condomínios, onde os assaltantes ficam à espreita, em algum lugar perto do condomínio, visando a captura e rendição de algum morador ou visitante. Quando se deparam com essa pessoa, atravessam em frente ao carro, impedindo que ele se mova e logo em seguida o rendem e entram junto com ele no carro, adentrando ao condomínio e praticando os mais diversos crimes.

Para se proteger desses golpes em condomínios, é necessário que o síndico e demais porteiros adotem um sistema rígido de controle das pessoas que entram naquele local, anotando todos os dados e informações pertinentes a essas pessoas, de modo que seja possível identificar quando existir alguma coisa errada relacionada às pessoas que estão tentando entrar.

Esses golpes em condomínios podem ser evitados caso haja uma união entre os condôminos, em geral, com o síndico e todos os porteiros, de modo que sejam adotadas práticas que coíbam os golpes, tais quais as mencionadas durante o presente artigo, utilizando meios de precaução e prevenção desses golpes, minimizando as chances do pior acontecer.

Rinaldo Câmara
Sócio-Diretor na LSC Administradora.
Atua há mais de 19 anos na administração de condomínios através de uma gestão estratégica e assertiva. Atua também como sindico profissional, administrando, gerenciando equipes e treinando profissionais da área.

Categorias: Condomínios

LSC Guarulhos

                      R Antônio Rabello, 222
Edifício Giovanni Work Center
Vila Galvão
Guarulhos - SP

LSC São Paulo

Rua Vergueiro, 2087 -
1° andar - Cj. 101 - Vila Mariana
São Paulo - SP
Fone: (11)2475-3150

Contate-nos