ACESSE O SEU CONDOMÍNIO

Dicas e cuidados no retorno às aulas

Ao todo, mais de 15 Estados já anunciaram o retorno às aulas presenciais para os alunos da rede pública e privada, o que acontecerá no segundo semestre de 2021. Para isso, é necessário que todas as escolas adotem um sistema rígido de segurança e proteção contra com Coronavírus, o causador da pandemia, que desde 2020 assola o Brasil e o mundo, sendo responsável pelo fechamento das escolas e outros estabelecimentos.

Com isso, muitos pais acabam por ficar bastante receosos ao liberar os seus filhos para voltarem às aulas, visto que toda essa preocupação é justificável, pois o nosso país já conta com mais de 500 mil mortes causadas pelo vírus e outras 20 milhões de pessoas infectadas, um número bastante assustador, aliado a uma falta de estrutura em hospitais para receber esses pacientes infectados.

No entanto, de acordo com estudos e evidências científicas, as crianças não possuem um papel de destaque na transmissão do vírus, o que pode tranquilizar um pouco mais os seus pais, porém, isso não significa dizer que elas não se infectam ou não transmitam o vírus, portanto, é necessário que as escolas tomem o devido cuidado no retorno às aulas, adotando algumas dicas que falaremos a seguir, portanto fique ligado.

Faça um revezamento dos alunos nas aulas presenciais

Pelo menos por enquanto, é interessante que as escolas adotem um sistema de revezamento dos alunos que frequentam as aulas presencialmente, assim como diminua a quantidade desses alunos. O processo é bastante simples, onde a escola deve dividir em grupos a turma, de modo a escalonar o horário das aulas, de entrada e de saída, aplicando esse formato também ao horário do recreio.

Formação de pequenos grupos

Como sabemos, aplicar o distanciamento social para crianças pequenas é algo extremamente desafiador e muito mais difícil do que nos adultos. Dessa forma, é necessário que a escola crie pequenos grupos de alunos, visto que isso não irá limitar a interação e de toda forma irá garantir um maior distanciamento. Com isso, esse pequeno grupo pode se divertir, comer e fazer outras atividades juntas, com as chances de contrair ou transmitir o vírus sendo reduzidas.

Usar máscara

Uma das formas mais eficazes de frear a transmissão do Coronavírus é por meio do uso de máscaras. Portanto, não importa a idade, usar máscara é extremamente necessário, não só para evitar a própria contaminação, mas também, para evitar a contaminação de terceiros que venham a ter contato com a pessoa que esteja infectada. Esse uso de máscara por parte das crianças pode enfrentar um pouco de resistência, visto que elas não aceitam essa medida muito bem, porém, devem ser ensinadas desde cedo a importância de tal uso.

Lavar as mãos

Lavar as mãos é outra atitude que deve ser bastante utilizada. Lavar as mãos de forma correta ajuda a eliminar o vírus que de alguma forma a criança teve contato, seja ao tossir e usar as mãos para cobrir a boca ou seja pelo toque em algum objeto que esteja infectado, como as maçanetas de portas e escadas. Dessa forma, a escola deve incentivar a lavagem das mãos, para que evitar que elas se contaminem ou contaminem objetos.

Redobrar os cuidados na hora das refeições

A hora das refeições é o momento em que as crianças precisam tirar suas máscaras para se alimentarem, o que pode aumentar os riscos de contágio graças a falta de proteção da boca e do nariz. Com isso, é importante que sejam respeitados o distanciamento e que aglomerações sejam evitadas.

Usar o banheiro

Na hora de usar o banheiro, as crianças devem ir individualmente, evitando levar mais de uma. Ao sair, lavar as mãos de maneira adequada, para que remova qualquer tipo de ameaça a sua saúde.

Mochilas e outros objetos

De acordo com os estudos publicados a respeito do Covid-19, a transmissão por objetos, como mochilas, lápis, entre outros, é bastante rara, portanto, não há qualquer limitação em relação aos itens que as crianças irão levar para a escola, deixando eles à vontade na hora de escolher.

Cuidados em relação ao ambiente

Além do distanciamento adequado, é necessário que a escola tome as devidas providências em relação ao ambiente de sala de aula, que deve ser mantido com todas as janelas abertas, tornando-o bastante arejado, assim como criar uma rotina de limpeza das salas e carteiras mais frequente. Sempre que possível, é interessante que os professores busquem adequar suas aulas ao ar livre, fazendo com que se tornem mais atrativas e seguras.

Cuidados com os idosos e doentes crônicos

É possível que alguns professores já tenham uma certa idade, geralmente acima dos 60 anos e também possuam algumas doenças crônicas, como diabetes, pressão alta, entre outras. Para essas pessoas, é indicado que eles lecionem suas aulas diretamente da sua casa, em Home Office, utilizando as ferramentas da internet. Caso isso não seja possível, que todos os cuidados sejam tomados a fim de evitar que elas se infectem com o vírus, como, por exemplo, evitar locais fechados e manter o distanciamento social adequado.

Sobre os passeios ao ar livre

Além das escolas, os pais também precisam tomar alguns cuidados. O recomendável é evitar sair de casa a qualquer custo, porém, caso os pais optem por fazer passeios, que eles sejam feitos ao ar livre, sem qualquer tipo de aglomeração, evitando locais fechados.

A educação vem da própria casa

Os pais devem ser os primeiros professores dos seus filhos, ou seja, a educação das crianças vêm primeiro da sua casa. Portanto, os pais são responsáveis por ensinar os filhos hábitos de higiene, como lavar as mãos, evitar o compartilhamento de objetos, proteger a boca e o nariz ao tossir e espirrar, usar álcool em gel e evitar aglomerações.

Bolha social

Os pais devem evitar contatos com outras famílias, ou seja, aquelas que eles não têm certeza dos locais que frequentam e das pessoas que têm contato. Fazer programas com as mesmas famílias é uma alternativa para os pais reduzirem os riscos de contágio e evitar que ocorram incidentes no retorno às aulas.

Preste atenção aos sintomas

É necessário estar atento aos sintomas do Covid-19, que muitas vezes se manifestam de forma semelhante a uma gripe comum, como tosse seca, coriza, febre e mal estar são alguns dos principais sintomas do Coronavírus. Portanto, por via das dúvidas, caso a criança venha a sentir qualquer um desses sintomas, é indicado que os pais suspendam o seu retorno às aulas presenciais e se mantenham em casa.

Faça o teste

Caso ela sinta qualquer um dos sintomas mencionados acima, é importante que os pais procurem um laboratório ou posto médico para realizar o teste de Covid, como o PCR. Atualmente existem vários tipos de testes que os pais podem escolher, até mesmo exames de saliva. Portanto, antes do seu retorno às aulas, certifique-se por meio dos testes, averiguando como está sua saúde.

Rinaldo Câmara
Sócio-Diretor na LSC Administradora.
Atua há mais de 19 anos na administração de condomínios através de uma gestão estratégica e assertiva. Atua também como sindico profissional, administrando, gerenciando equipes e treinando profissionais da área.

Categorias: Escolas

LSC Guarulhos

Av. Salgado Filho, 1549
Conj 12 e 13 - Jd. Maia
Guarulhos - SP

LSC São Paulo

Rua Vergueiro, 2087 -
1° andar - Cj. 101 - Vila Mariana
São Paulo - SP
Fone: (11)2475-3150