ACESSE O SEU CONDOMÍNIO

Condomínio Sustentável: Bicicletário

A onda de sustentabilidade está ficando mais forte. Porém, além da responsabilidade ambiental, os aspectos econômicos e de saúde também fazem com que muitas pessoas insistem no uso da bicicleta como meio de transporte. Para deixar a vida dos ciclistas mais simples, uma boa ideia é ter um bicicletário no condomínio.

Portanto, os bicicletários são locais onde os indivíduos podem guardar as bicicletas no trabalho, hotéis e até apartamentos. Em edifícios comerciais, o banheiro no bicicletário é obrigatório, pois a falta de um local adequado para banho é um dos principais problemas entre os principais motivos do sedentarismo. O bicicletário não deve ser apenas um local de armazenamento de bicicletas, mas também um espaço adequado baseado em pesquisa e desenvolvimento e fornecer o suporte necessário aos usuários. Cada tipo de organização tem suas necessidades, por isso é importante prestar atenção aos cálculos e simulações no desenvolvimento do projeto.

Em São Paulo, desde 2013, tornou-se lei instalar bicicletário no condomínio. Isso nos faz enxergar que a instalação de bicicletários está deixando o campo dos bens de luxo e se tornando um espaço que é necessário tão quanto o estacionamento de automóveis. Afinal, a instalação de bicicletários traz muitos benefícios tanto para os residentes quanto para os condomínios.

Ser sustentável também é pedalar

Participar de ações sustentáveis ​​é extremamente importante, desde a aão de economizar água em condomínios até a criação de áreas verdes, o ciclismo é um importante símbolo de uma nova geração de desenvolvimento sustentável. Para isso, o primeiro passo será adicionar um bicicletário no condomínio (caso não tenha). A reserva de áreas adequadas para bicicletas é um exemplo da preocupação do condomínio com seus moradores e seu bem-estar coletivo.

Porque criar um bicicletário no condomínio?

Como um carro ou uma motocicleta, a bicicleta não é apenas um prazer ou um produto de consumo, mas também um meio de transporte, por isso deve ter sua manutenção e cuidados adequados. Portanto, é imprescindível um local adequado para armazená-la. Muitos apartamentos são pequenos, não possuem uma grande área de serviço e não possuem hobby box, o que torna a vida dos ciclistas mais difícil. Então, onde você coloca sua bicicleta? É aqui que entra o tão esperado bicicletário.

Já existe uma lei que exige que os novos edifícios reservem até 10% das vagas para bicicletas. Para edifícios antigos, a lei de estacionamento de bicicletas em apartamentos significa reformas para se adaptar aos novos padrões.

Quais são as vantagens de ter um bicicletário no condomínio?

Nos setores organizacional e de segurança

Possuir um bicicletário facilita a organização do condomínio. Isso porque são geralmente instalados próximos à entrada do estacionamento. Isso impede que as bicicletas que podem trazer sujeiras sejam trazidas para dentro do prédio e causem distúrbios entre os moradores.

Além disso, ao instalar um bicicletário o condomínio pode ajudar a evitar que outros veículos sejam arranhados. Quando não há bicicletário, na maioria das vezes, os moradores optam por deixar a bicicleta com o carro na garagem. Às vezes, devido ao manuseio de bicicletas, os veículos dos próprios moradores ou de outros residentes podem ser danificados. A colocação inadequada da bicicleta, o famoso “jogue uma em cima da outra”, também pode dificultar a retirada e colocação da bicicleta e danificar os aros e o quadro. Portanto, é melhor que cada veículo tenha seu próprio local e uma área específica onde a bicicleta possa ser armazenada adequadamente.

Valorização incentivada

Você pode ter isso como um investimento desnecessário, mas a existência de bicicletários agrega valor ao apartamento. Algumas pessoas evitam comprar bicicletas por diversos motivos, um dos quais é precisamente porque não têm onde guardar bicicletas quando moram em um apartamento. Instalar bicicletários pode ser a motivação para alguns moradores do seu apartamento comprarem bicicletas e viverem uma vida mais saudável, sem se preocupar com onde guardá-las com segurança. Os bicicletários também podem ser uma atração para os novos residentes acostumados a andar de bicicleta, mas não têm onde guardá-las quando se mudam. Instalar um bicicletário ajuda a tomar uma decisão de compra.

Como construir um bicicletário no condomínio

Primeiro, faça uma reunião para ver quantos moradores estão interessados ​​em instalar o bicicletário e vão usar este espaço. Existem uma variedade de tipos de bicicletários, e você pode escolher aquele que melhor se adapta ao espaço disponível no condomínio. Do paraciclo, grande, que se conecta ao solo e permite que você conecte a bicicleta através do quadro ao gancho que a bicicleta pendura no aro. Ao instalar um suporte para bicicletas em um espaço pequeno, o gancho é uma boa escolha.

Para instalar um bicicletário no condomínio, requer uma estrutura regular para funcionar de maneira eficaz. No caso de crianças que usam bicicleta, questões como a permissão para andar de bicicleta no espaço de um apartamento são itens importantes que precisam ser definidos. Também é recomendado registrar a bicicleta marcando a bicicleta. Você pode se registrar novamente a cada 6 ou 12 meses para manter as vagas atualizadas. Outro ponto importante definido em conjunto com os moradores é permitir que os visitantes usem bicicletários.

Para a construção de um bicicletário, cálculos envolvendo o número de pessoas no prédio, a função do prédio (comercial ou residencial) e vários outros pequenos fatores devem ser usados. Com os cálculos, os arquitetos conseguirão entender o plano e desenvolver de acordo com as dimensões existentes. Mas não apenas a estrutura interna é transformada para a instalação de um bicicletário. Para ser considerado um bicicletário funcional, ele deve estar distante, à 180m da rede de bicicletas e ter pelo menos 10 usos relacionados e diversos para que qualquer pessoa possa acessar esses pontos utilizando apenas uma bicicleta.

Os fatores que afetam o valor final inclui o tempo de permanência e o tipo de estrutura do edifício. O arquiteto deve gastar com precisão e não pode exagerar ou omitir certas partes do projeto, portanto, é fundamental consultar os clientes sobre o fluxo de pessoas. Em suma, é importante destacar que o processo de instalação de bicicletários começou a crescer nos últimos anos, e as bicicletas serão mais utilizadas no dia a dia nos próximos anos. Compreender a infraestrutura da cidade pode ajudar a projetar redes de bicicletas e avaliar os serviços artísticos e econômicos dos arquitetos.

Regras gerais para moradores e ciclistas

Além de qualquer novidade que afete a coexistência universal, o uso da bicicleta precisa ser regulamentado no parlamento. Detalhes como onde devem ou não ser armazenados, como usar os bicicletários e multas e/ou advertências para quem violar as regras devem ser documentados ou amplamente divulgados. Embora a sua instalação traga muitos benefícios como vimos acima, algumas medidas podem ser tomada para evitar confusões.

Rinaldo Câmara
Sócio-Diretor na LSC Administradora.
Atua há mais de 19 anos na administração de condomínios através de uma gestão estratégica e assertiva. Atua também como sindico profissional, administrando, gerenciando equipes e treinando profissionais da área.

Categorias: Condomínios

LSC Guarulhos

                      R Antônio Rabello, 222
Edifício Giovanni Work Center
Vila Galvão
Guarulhos - SP

LSC São Paulo

Rua Vergueiro, 2087 -
1° andar - Cj. 101 - Vila Mariana
São Paulo - SP
Fone: (11)2475-3150

Contate-nos