ACESSE O SEU CONDOMÍNIO

A importância do uso de EPI na construção civil

No Brasil anualmente ocorrem 4.098 acidentes irreversíveis, ou seja, em média são 342 acidentes fatais, um número alto se comparado com outros países. Contudo, grande parte desses acidentes podem ser evitados com o uso de Epi Construção civil, que significa equipamento de proteção individual, que além de ter normas regulamentadoras é de uso obrigatório.

Ademais, os equipamentos de proteção individual são: capacetes, capuz ou balaclava, óculos, protetor facial, máscara, protetor auditivo, respirador de fuga, vestimentas, luvas, sapatos, cinto de segurança com dispositivo trava-queda. Esses equipamentos mencionados tem a finalidade de preservar o bem-estar, a segurança e a saúde dos trabalhadores da construção civil.

Quais os Epi Construção civil?

Os equipamentos de proteção individual, ou EPI, são equipamentos que garantem o bem-estar, saúde e segurança dos trabalhadores, tanto de acidentes fatais como quedas, fraturas, como do desenvolvimento de problemas ao longo do tempo, como problemas respiratórios, problemas de pele, visão e outros.

Os Epi Construção civil são:

Vestimentas

As vestimentas são um Epi Construção civil que tem a finalidade de proteger o corpo contra riscos mecânicos e térmicos, assim como, podem proteger de riscos de umidade, radioativos e contra agentes químicos.

Protetor facial

O Protetor facial é um dos Epi Construção civil  que protege o rosto do profissional contra radiação ultravioleta, radiação infravermelha, riscos de origem térmica, impactos de partículas volantes e luminosidade intensa.

Máscara

A máscara é um dos principais Epi Construção civil, pois sua funcionalidade é diversa e pode ser usada para proteger a boca, olhos, nariz, dependendo de sua especificidade. Nesse sentido, as máscaras para poeira, protege do contato com resíduos de madeiras, cerâmicas, tijolos, no momento de corte.

Ademais, as máscaras para produtos químicos tem o objetivo de proteger o profissional do contato com pó de pintura com solventes, pó de cimento, podem ser usadas para proteger da luminosidade intensa, radiação infravermelha, radiação ultravioleta.

Óculos

O óculos é um dos Epi Construção civil, que tem a finalidade de proteger os olhos do profissional contra impactos de partículas volantes, como pó advindo de uma escavação, além disso, protege da radiação infravermelha, radiação ultravioleta e luminosidade intensa.

Capuz ou balaclava

O capuz ou balaclava é um dos Epi Construção civil, que protege o pescoço e cabeça do profissional contra agentes químicos abrasivos ou situações de risco térmico. 

Este equipamento protege a cabeça e pescoço em casos de riscos térmicos ou agentes químicos abrasivos. 

Capacete

Os capacetes são usados para proteção contra impactos resultantes de acidentes, queda de itens, choques elétricos. Nesse sentido, o capacete é um dos Epi Construção civil, e deve ser usado por todos os trabalhadores no canteiro, incluindo os profissionais que operam máquinas.

Luvas

As luvas são Epi Construção civil essenciais, uma vez que protege de objetos perfurantes, cortantes, produtos químicos abrasivos, agentes biológicos, térmicos, choques elétricos e umidade vinda de operações com radiações ionizantes ou com a utilização de água.

Protetor auditivo

O protetor auditivo é um Epi Construção civil, que evita que o trabalhador tenha contato com pressão sonora que ultrapassa 85 decibéis. A utilização desse equipamento de proteção individual, deve ser o modelo estilo concha, pois é de fácil higiene, se comparado com o estilo de inserção.

Sapato

O sapato é um Epi Construção civil que tem a finalidade de proteger os pés de choques elétricos prováveis, queda de objetos, ademais, também protege o profissional de queda por escorregões, e de perfurações causadas por pregos.

Respirador de fuga

O respirador de fuga é um Epi Construção civil que tem a finalidade de proteger as vias respiratórias contra vapores e gases considerados IPVS, ou seja, Imediatamente Perigosos à Vida e à Saúde.

Cinto de segurança com dispositivo trava-queda

O cinto de segurança com dispositivo trava-queda é utilizado principalmente para proteger o profissional de riscos com altura, como quedas, e deve ser utilizado em qualquer operação acima de dois metros de altura.

Quais os riscos apresentados pela construção civil?

A construção civil abarca uma série de atividades, desse modo, os riscos são grandes, principalmente, quando não há o uso de Epi Construção civil.

Os riscos frequentes incluem:

  • A queda de materiais podem resultar em esmagamentos, fraturas e cortes;
  • Devido à exposição ao sol, desenvolver problemas de visão e pele;
  • Utilizar máquinas e equipamentos sem a proteção devida;
  • Devido à inalação de produtos químicos, desenvolver problemas respiratórios;
  • Pode ocorrer perfurações e cortes nas mãos e nos pés, devido à falta de uso do EPI apropriado;
  • Devido à exposição maior a ruídos, desenvolver problemas na audição;
  • Exposição maior a animais peçonhentos;
  • Ao manusear instalações elétricas, podem ocorrer choques elétricos.

Qual a importância de usar EPI na Construção Civil?

Em todos os ambientes de trabalho é necessário usar Epi Construção civil, mas principalmente em construção civil. 

Nesse contexto, a importância do uso de Epi Construção civil reside no fato que os profissionais desse setor estão expostos a diversos perigos diariamente, e inclusive, todos os anos milhares de profissionais sofre acidentes, alguns reversíveis, outros incapacitantes e fatais, que poderiam ter sido evitados com o uso de EPIs apropriados.

Ademais, um acidente muito frequente é a queda de altura, que podem ser evitados se o profissional utilizar cinturões anti-queda.

O que é necessário para garantir o uso de Epi Construção civil?

Conscientizar os trabalhadores

É necessário conscientizar os trabalhadores, por meio de palestras e campanhas sobre a importância do uso de Epi Construção civil, assim, eles saberão a necessidade de usar para garantir seu bem-estar, saúde e segurança.

Além disso, é importante apresentar aos funcionários que os equipamentos não são desconfortáveis ou limitantes de movimentos, quando usados da forma correta, pelo contrário, são confortáveis.

Por último, é interessante que os empregadores promovam treinamentos para os funcionários, quanto ao uso correto dos equipamentos de proteção individual, assim evitará acidentes que podem ser fatais.

Entrega dos EPIs

A entrega dos equipamentos de proteção individual, devem ocorrer pelos representantes do empregador, ou por técnicos de segurança do trabalho. Além disso, é preciso realizar o registro dos objetos entregues, e que os funcionários comprovem que receberam os EPIs. 

O registro pode ocorrer por meio de planilhas ou uma agenda que insira os nomes dos funcionários e que receberam. Para garantir que realmente receberam e para controle, os funcionários podem assinar, informando que receberam.

Fiscalizar a utilização de Epi Construção civil

Os empregadores ou seus representantes devem fiscalizar o uso correto de Epi Construção civil. Em casos, onde o funcionário não está usando os equipamentos, ou está utilizando de forma errada, cabe advertência ou notificação, inclusive é importante informar aos funcionários que a ausência de uso de EPI, mediante notificações prévias pode ser motivo para uma demissão por justa causa.

Rinaldo Câmara
Sócio-Diretor na LSC Administradora.
Atua há mais de 19 anos na administração de condomínios através de uma gestão estratégica e assertiva. Atua também como sindico profissional, administrando, gerenciando equipes e treinando profissionais da área.

Categorias: Condomínios

LSC Guarulhos

                      R Antônio Rabello, 222
Edifício Giovanni Work Center
Vila Galvão
Guarulhos - SP

LSC São Paulo

Rua Vergueiro, 2087 -
1° andar - Cj. 101 - Vila Mariana
São Paulo - SP
Fone: (11)2475-3150

Contate-nos