ACESSE O SEU CONDOMÍNIO

Manutenção dos elevadores: entenda como é feita!

A manutenção dos elevadores em condomínios é uma questão de grande importância, que não pode ser deixada de lado. Mas você sabe como é feito todo esse processo?

Em um condomínio, cuidar da segurança de moradores e visitantes é indispensável. Assim, a manutenção de todos os equipamentos, incluindo elevadores, é um cuidado a ser adotado tanto pelo síndico quanto pela administração.

E para isso, entender como isso é feito é indispensável. Continue a leitura e entenda como é feita a manutenção dos elevadores!

Manutenção dos elevadores: o que é e como é feita?

Sistemas sofisticados, que contêm diferentes peças para garantir o funcionamento e segurança, os elevadores exigem cuidados especiais.

Isto é, a manutenção desses equipamentos tem por objetivo garantir que tudo esteja funcionando perfeitamente. Mas ela é feita?

Os componentes do elevador são divididos por locais – cabine do elevador, poço e casa de máquinas. Dessa forma, a manutenção exige um exame completo de todas as partes, identificando os ajustes apropriados.

Os requisitos da manutenção

Para que a manutenção dos elevadores em condomínios seja feita da maneira correta, existem normas e requisitos estabelecidos por lei. Em geral, a ABNT NBR 16083/2012 é quem estabelece normas técnicas para esse tipo de cuidado.

Além disso, a norma também estabelece regras de segurança quanto à instalação de elevadores elétricos de passageiros. Ainda vale destacar que alguns municípios também estabelecem regras e leis próprias para os cuidados com os elevadores.

Em São Paulo, por exemplo, a Lei Municipal nº 10.348/1987 traz outros requisitos para licenciamento e alvará de instalação de equipamentos. Na cidade, a lei também estabelece a obrigação de contratação de uma empresa de conservação que esteja registrada na Prefeitura.

Manutenção dos elevadores: a responsabilidade do condomínio

Ou seja, em muitos casos, além da responsabilidade do condomínio com a manutenção dos elevadores, existe também uma obrigação legal. Mas e quanto aos custos, quem deve cobrir os gastos com essa obrigação?

É comum que seja convencionado entre condomínio e moradores que os gastos com essa manutenção são pagos pelos condôminos. Ou seja, os proprietários e inquilinos que fazem uso do equipamento é quem arcam com os custos.

Vale destacar também que a manutenção e instalação de equipamentos, não apenas do elevador, são consideradas despesas ordinárias, tendo em vista serem de uso comum.

E quanto custa?

E quanto custa a manutenção dos elevadores? Essa é uma dúvida bastante comum, especialmente para entender se a cobrança das empresas de manutenção está na faixa de mercado.

Mas é preciso destacar que os valores para o serviço podem variar bastante, dependendo da região, tamanho do edifício e qualidade do serviço. A variação também acontece pela cobertura ou não de peças.

Isto é, o condomínio pode contratar uma assistência com cobertura de peças, que incluirá no valor às peças que precisam de troca, ou sem essa cobertura. No geral, um condomínio com até 5 andares apresenta uma média de preços de R$300 a R$500,00.

Rinaldo Câmara
Sócio-Diretor na LSC Administradora.
Atua há mais de 19 anos na administração de condomínios através de uma gestão estratégica e assertiva. Atua também como sindico profissional, administrando, gerenciando equipes e treinando profissionais da área.

Categorias: Condomínios

LSC Guarulhos

                      R Antônio Rabello, 222
Edifício Giovanni Work Center
Vila Galvão
Guarulhos - SP

LSC São Paulo

Rua Vergueiro, 2087 -
1° andar - Cj. 101 - Vila Mariana
São Paulo - SP
Fone: (11)2475-3150

Contate-nos